terça-feira, 4 de novembro de 2008

2 comentários:

Anônimo disse...

Un film bien olvidado, muy injustamente ovidado, como lo está todo Astruc
Miguel Marías

bruno andrade disse...

Engraçado como, a respeito de Carax, grande parte dos críticos insistem nas comparações a Cocteau, a Godard, a Garrel, aos caligrafistas, aos mudos, às grandes vanduardas, mas esquecem de uma que é provavelmente ainda mais definitiva que todas essas (sobretudo em Pola X), que é a de Astruc. Sobretudo Une Vie.

Arquivo do blog