quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Randy é um grande personagem de cinema. Mickey Rourke é um axioma. Aronofsky não está à altura de nenhum dos dois, mas teve humildade suficiente para deixar a espessura emocional de Randy/Rourke impregnar o filme. Impossível negar a força do resultado.

2 comentários:

Anônimo disse...

Comparada con las tres anteriores hoorendas y presuntuosas obras de Aronofsky, "The Wrestler" es una sorpresa monumental. Nada grandioso, ni nuevo ("Fat City" era muchísimo mejor), pero es algo hoy raro, antaño corriente, en el cine americano: una buena película que no toca el tambor sobre el pellejo tensado de supuestos "grandes temas". Rourke, Tomei, Wood, excelentes.
Miguel Marías

bruno andrade disse...

Devo vê-lo amanhã. Mickey Rourke = maior ator em atividade.

Arquivo do blog