domingo, 17 de maio de 2009

"(...) A última tentativa da razão é reconhecer que há uma infinidade de coisas que a ultrapassam. Revelar-se-á fraca se não chegar a conhecer isso. É preciso saber duvidar onde é preciso, afirmar onde é preciso, e submeter-se onde é preciso. Quem não faz assim não entende a força da razão. Há os que pecam contra esses três princípios, ou afirmando tudo como demonstrativo, não precisando ser conhecido como demonstrações; ou duvidando de tudo, não precisando saber onde é necessário, submeter-se; ou submetendo-se a tudo, não precisando saber onde é necessário julgar."

5 comentários:

José Roberto Rocha disse...

Belíssimo. E exato. Quem?

bruno andrade disse...

Pascal.

É ineludível o suficiente para você?

José Roberto Rocha disse...

Tanto quanto a sexualidade de Marcelino.

Maria Rita disse...

ou então "tu crês olhar com os olhos videntes da Razão, e olha ao contrário com os olhos míopes de quem tem o poder".

Felipe disse...

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAAHHAAHAHA

O CU DA TUA MÃE, FRESCÃO SAFADO.

Esse Zumpa não vale nada.

Arquivo do blog