domingo, 31 de maio de 2009



"Como os filmes de Lang, de Mizoguchi e de Matarazzo, os filmes de Guitry emanam, por assim dizer, do interior do cinema. Eles não procedem de um esforço - derrisório - de 'fazer cinema'. Eles estão instalados na fonte de onde jorra a felicidade da expressão cinematográfica."

Jacques Lourcelles, Dictionnaire du cinéma: Les Films, Paris: Laffont, 1992.

2 comentários:

Anônimo disse...

Uno de los mejores y menos conocidos Guitry de los 50.
Miguel Marías

bruno andrade disse...

Dos que vi, o melhor.

Arquivo do blog