sábado, 9 de outubro de 2010

8 comentários:

JD disse...

Tava lendo umas coisas bem antigas em seu blog e vi vc falando bem do livro "Borges em/e sobre cinema".

Que outros livros vc pode recomendar, lançados aqui no Brasil, pra uma mini biblioteca de um grupinho de pessoas interessado em aprender sobre cinema, entender as tecnicas e ter compreensao mais ampla do que vê?

Valendo tb obras nao diretamente sobre cinema, mas que enriquecem a "apreensão" da arte (fotografia, arquitetura, dramaturgia, artes plasticas, etc).

Basicamente, so conheço os autores manjados: Bazin, Ismail Xavier, Aumont, Truffaut, Deleuze... Aí me falaram do "Cinema e a Invençao da Vida Moderna", "Lendo as Imagens do Cinema", "A Rampa" e o unico livro do David Bordwell que lançaram por aqui. E agora esbarrei em seu blog e vejo que tem Borges falando de cinema. Mais algum?

Parabens pelo espaço!

bruno andrade disse...

Cara, o catálogo da mostra John Ford, que está sendo feita pelo Leonardo Levis e pelo Raphael Mesquita e deve ter exibições agora no Rio, é absolutamente obrigatório.

Escritos Sobre Cinema, do Jean Renoir.

Ensaio sobre a Noção de Profundidade na Música - Mozart em Beethoven, do Eric Rohmer.

O livro do Laurent Thirard de entrevistas com cineastas.

As compilações com textos do Sganzerla e do Jairo Ferreira, o livro com textos do Bressane sobre cinema.

Mas, basicamente, o que há de relevante em língua portuguesa sobre cinema encontra-se quase que integralmente na web.

Valeu,

JD disse...

Valeu pelas dicas. To juntando textos que encontro na web, imprimindo e apresentando a algumas pessoas, mas nem tudo se encontra na lingua portuguesa.

O Dicionarios de Cinema parece ter muita coisa legal, mas normalmente descubro uns textos "essenciais" quando alguem comenta numa critica que faz (como Sobre uma Arte Ignorada e Da Abjeção), mas nem todos foram traduzidos (O Travelling de Kapo eu so achei numa revista portuguesa dos anos 90, mas nao tem pra download).

No seu blog vi tb um texto que achei bacana, Narrativa Contra Mundo do Tag Gallagher, mas nao achei mais nada dele, exceto um sobre Fuller na Revista Foco (a proposito, so tem uma edição mesmo?)

de qualquer forma, tem sido enriquecedor vasculhar seu blog. valeu!

JD disse...

Ah, fiquei pensando tb se nao ha nada no meio academico de interessante. Ok, talvez nao seja o espaço ideal pra sair algo de legal, mas imagino se nao ha uma produção de pensamento interessante, que conseguiu sair das limitações da teoria e ta por aí perdido, nos scielos e google academicos da vida.

bruno andrade disse...

Então, O Travelling de Kapò tinha na internet em português. Não sei dizer o que aconteceu.

Dentro da academia, o Ismail e o Aumont produzem coisas interessantes. Pessoalmente prefiro crítica de arte a teoria acadêmica - não vejo muito sentido em textos que basicamente parafraseam o trabalho de edição de som de um filme quando o próprio filme se ocupa em consolidar adequadamente, e sobretudo criticamente, essa teoria numa prática. A crítica de arte lida com outra coisa: a impressão global da obra numa forma ensaística.

Mas eu acho que se for pra procurar produção de pensamento interessante no meio acadêmico, minha dica é sair do Brasil - terra dos acadêmicos com tradição na falta de leitura, na ausência de gosto e no baixo nível de erudição.

Anônimo disse...

La colección de libros publicados por la Cinemateca Portuguesa contiene multitud de textos en portugués (a menudo originales) verdaderamente excelentes. Y los escritos de Mário Peixoto y Humberto Mauro, y a veces los de Glauber Rocha, son materia estimulante de reflexión.
Miguel Marías

bruno andrade disse...

Esses catálogos são excelentes mesmo.

Eric disse...

Postagem antiga, mas 3 perguntas:

1. O catalogo do John Ford foi vendido e ainda acha em algum lugar? O do Pedro Costa (tb do CCBB) acho que ta todo na net em pdf...

2. E esses da Cinemateca Portuguesa, tb sao faceis de encontrar?

3. Bruno, vc falou em critica de arte ("impressão global da obra numa forma ensaística"). O que vc pode indicar na area que foi lançado no Brasil (autores e livros)?

valeu!

Arquivo do blog