domingo, 17 de outubro de 2010

8 comentários:

Jesús Cortés disse...

Gran arranque de uno de los mejores Losey, una película a la que es difícil cogerle el aire la primera y hasta las primeras veces. Casi más anti que post-clásica.

bruno andrade disse...

Nem mesmo os filmes pós-clássicos que Ray produzia naqueles anos - Bitter Victory - ou Fuller - Crimson Kimono - se assemelham ao filme do Losey. Acho que apenas no Japão dos anos 60, em alguns filmes do Imamura, do Masumura e do Oshima, encontram-se alguns laços, e mais tarde em alguns Brisseau e em outros cineastas bastante marginalizados, como o próprio Losey quando fez TWP.

Sérgio Alpendre disse...

Lembro de Mal Nascida, do João Canijo.

bruno andrade disse...

Alguém já me falou muitíssimo bem desse filme, talvez você mesmo. Assim que o meu computador com torrent voltar, é download certo. Outro marginalizado, por sinal.

Sérgio Alpendre disse...

acho que fui eu mesmo. Vi duas vezes na Mostra de 2007. Tem outros do Canijo disponiveis... é realmente um diretor subestimado.

Anônimo disse...

Bruno, Sergio, ¿qué debe verse de Canijo? Sólo conozco "Sapatos pretos", que no aprecié nada, y luego no he tenido ocasión. Busqué DVDs suyos en Lisboa sin éxito.
Miguel Marías

Sérgio Alpendre disse...

Miguel, nunca vi Sapatos Pretos, nem Ganhar a Vida. Filho da Mãe não me agradou muito. Mas os dois que vi deste século, Noite Escura e Mal Nascida, são grandes filmes.

bruno andrade disse...

Ganhar a Vida e Noite Escura, os dois que vi - ambos magníficos.

Arquivo do blog