quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Hahahaha, agora todo mundo só fala em Bright Star. Patético.

5 comentários:

Sérgio Alpendre disse...

e eu continuo achando um filme "apenas" bom...

Felipe disse...

Também continuo achando o Bright Star apenas bom. Na primeira vez que vi, achei regular. Já na segunda, a primeira metade do filme, que eu olhava com certo desdém, cresceu bem mais.

Esse é o top do cinema:

. Conto dos Crisântemos Tardios – Kenji Mizoguchi



. Ride Lonesome – Budd Boetticher



. Era uma Vez em Tóquio – Yasujiro Ozu



. My Dear Clementine – John Ford



. Midareru – Mikio Naruse



. Home from the Hill – Vincente Minnelli



. Aos Nossos Amores – Maurice Pialat



. Falstaff – Orson Welles



. A Loja da Esquina – Ernst Lubitsch



. Junior Bonner – Sam Peckinpah


CU

bruno andrade disse...

Vocês dois são gays.

O filme é lindo.

O Ozu, o Ford, o Pialat e o Welles eu vi em cinema. Ha.

Anônimo disse...

Não conheço esse filme, "CU"

Francis

Sérgio Alpendre disse...

Felipe fez uma belíssima lista.

Arquivo do blog