segunda-feira, 14 de maio de 2012

Eric Rohmer: Grace and Rigor

3 comentários:

bruno andrade disse...

Aqui.

bruno andrade disse...

Nojo (e o exato oposto de alguém como o Rohmer, em todos os sentidos).

bruno andrade disse...

Eis uma hipotese de definição deste cin­ema: filmes très chic sobre escoteir­in­hos existenciais.

Belíssima hipótese.

Tomar no cu, viadão safado.

Arquivo do blog