sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Scorsese precisaria morrer e nascer de novo para conseguir extrair do mundo essas coisas...

(... bem como da lua, das estrelas, do céu, do ar e de todo o invisível)

Um comentário:

marcílio disse...

Belíssimo blog, parabéns.
Uma pena não curtires Scorsese...

Arquivo do blog