quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Lo Sconosciuto di San Marino, direção de Michal Waszynski (nome de referência - Skorecki e Lourcelles falam maravilhas de seus filmes, e mais tarde em fim de carreira se associa a Mankiewicz na produção de Um Americano Tranqüilo e a Bronston nas produções de El Cid, 55 Dias em Pequim e A Queda do Império Romano), supervisão de Vittorio Cottafavi, disponível no e-mule.

2 comentários:

Anônimo disse...

Lo Sconosciuto di San Marino es un film extraño, con atmósfera insólita... pero poco más. Dybbouk es mucho más interesante, pero excesivamente opaco para mí, dependiente de tradiciones judías que conozco poco.
Miguel Marías

bruno andrade disse...

Justamente o Dybbouk que Lourcelles menciona no Dicionário e do qual Skorecki fala maravilhas.

Arquivo do blog