sexta-feira, 10 de abril de 2009

UM RETROCESSO ABISSAL DA TV MODERNA

19 comentários:

bruno andrade disse...

Vá se foder, Sérgio. Mais uma vez.

Lord Au-Au disse...

Prefiro contemplar a beleza dos pés do Zumpa, cremosos de chulé, carentes de mimo, do que encarar esta droga.

Já tentei acompanhar umas duas, três vezes, mas a maioria dos participantes não me parece mais interessante que qualquer fofa bosta do funcionalismo público sem mácula, ou um desses estudantes histéricos de concursos, ou um desses amargos vegetais artísticos, ou uma corja de patricinhas escrotas cujo topo da pilha de merda é caracterizado pelas adolescentes que frequentam o cinema aos fins de semana.

Quero que todo mundo vá tomar no cu.

Frutuoso Barbosa disse...

PS.: O Sérgio parece um ursinho gummy.

david disse...

Torceu pela ana, fala a verdade.

Sérgio Alpendre disse...

mané

bruno andrade disse...

Nós amamos você, Sérgio. Apenas não gostamos quando você se rende a coisas medíocres e decadentes (BBB, Speed Racer etc.).

bruno andrade disse...

Tô torcendo pra que ela apareça na Playboy. Sem regime nem nada: as nossas alemãzinhas são melhores fortinhas.

Anônimo disse...

Anático detected.

david disse...

Acho que não, talvez a josiane vá.

david disse...

E nem as coisas que o reichenbach colocou como esperanças da programação eu ponho fé. Força tarefa parece exageradamente derivativa.A novela do lauro césar muniz parece melhor, mas as novelas dele tendem a cair no marasmo da metade pro final. A record é outra porcaria, vendida pra políticos e pseudo religiosos corruptos.

Lucian Chaussard disse...

Ela é uma batatuda feia, acho que não vai pra Playboy. Na melhor das hipóteses posa em uma dessas da segunda divisão como a Sexy.

bruno andrade disse...

Ela é uma manezinha alemoa manhosa. Mulheres assim são as melhores para se maltratar.

bruno andrade disse...

O que eu acho é que qualquer discussão sobre TV contemporânea que não passa por Two and a Half Men está fadada à mais completa desimportância. Jesus, The Sopranos... Só um cretino sifilítico como o Emmanuel Burdeau pra defender aquilo como a grande evolução da TV. Devia assistir ao trabalho do Cottafavi pra RAI antes de esparramar suas excrecências no ventilador.

Quanto a gostar de BBB - e pior: defender, exaltar, explorar, analisar em suma aquilo em qualquer capacidade -, isso pra mim é a mesma coisa - a mesma, a exata mesma coisa - que gostar de Greenaway. O que um faz com montagem o outro faz com imagem. Quem curte BBB realmente deve comprar o papo de mimetismo no cinema - a.k.a. o tempo naturalista que Straub, Costa, Stroheim, Sganzerla, Brisseau, Antonioni, Ford, Glauber, Hitchcock, Rousseau, Hawks e tudo o que se fez de digno no cinema vêm combatendo há uns 115 anos. Curiosamente são vários dos mesmos crânios que insistem nessa fajutice retórica de que o "cinema clássico" foi basicamente um cinema que buscava mimetizar a realidade. Desconhecimento de causa pouco é bobagem.

bruno andrade disse...

"vários dos mesmos crânios" = "Quem curte BBB"

La Rochefoucauld disse...

Todas as paixões nos fazem cair em erros, mas o amor nos faz cair nos mais ridículos.


(Toutes les passions nous font faire des fautes, mais l'amour nous en fait faire de plus ridicules.)


De todas as paixões violentas, a que cai menos mal nas mulheres é o amor.

(De toutes les passions violentes, celle qui sied le moins mal aux femmes, c'est l'amour.)


Na velhice da vida como na do amor, se vive ainda para os males, mas não mais para os prazeres.

(Dans la viellesse de l'amour comme dans celle de l'âge on vit encore pour les maux, mais on ne vit plus pour les plaisirs.)


Mulheres jovens que não queiram parecer coquetes e homens de certa idade que não queiram parecer ridículos nunca devem falar do amor como de algo em que possam tomar parte.


(Les jeunes femmes qui ne veulent point paraître coquettes, et les hommes d'un âge avancée qui ne veulent pas être ridicules, ne doivent jamais parler de l'amour comme d'une chose où ils puissent avoir part.)


Na amizade, assim como no amor, somos mais felizes pelo que ignoramos do que pelo que sabemos.



(Dans l'amitié comme dans l'amour on est souvent plus heureux par le choses qu'on ignore que par celles que l'on sait.)

É mais fácil para as mulheres que amam perdoar as grandes indiscrições do que as pequenas infidelidades.



(Les femmes qui aiment pardonnent plus aisément les grandes indiscrétions que les petites infidélités.)

Não faltam remédios que curem o amor, mas não existem os infalíveis.


(Il y a plusieurs remèdes qui guérissent de l'amour, mais il n'y en a point d'infaillibles.)


Nas primeiras paixões, as mulheres amam o amante; nas outras, elas amam o amor.

(Dans les premières passions les femmes aiment l'amant, et dans les autres elles aiment l'amour.)



A mesma firmeza que serve para resisitir ao amor acaba servindo também para deixá-lo mais intenso e duradouro, e os fracos que estão sempre agitados por paixões quase nunca são por elas realmente tomados.


(La même fermeté qui sert à resister à l'amour sert aussi à le rendre violent et durable, et les personnes faibles qui sont toujours agitées des passions n'en sont presque jamais véritablement remplies.)


O amor, por mais agradável que seja, dá ainda mais prazer pelas formas com que se mostra do que por si mesmo.


(L'amour, tout agréable qu'il est, plaît encore plus par les manières dont il se montre que par lui-même.)



É mais fácil contrair uma paixão enquanto ainda temos no peito os restos de uma antiga do que quando estamos bem curados.


(Quand on a le coeur encore agité par les restes d'une passion, on est plus près d'en prendre une nouvelle que quand on est entièrement guéri.)


O ciúme é o maior de todos os males, e o que causa menos piedade a quem o provoca.



(La jalousie est le plus grand de tous les maux, et celui qui fait le moins de pitié aux personnes qui le causent.)

La Rochefoucauld disse...

Se eu iria na Ana? Carambolas, iria até no Sérgio, na situação em que me encontro...

Lucian Chaussard disse...

Em tempo: http://ego.globo.com/Entretenimento/Paparazzo/0,,AA1698749-7195,00.html

bruno andrade disse...

Olha esses pezinhos... E a pele dela. Maravilhosa. Bunda = f-o-d-a

Mas minha mãe contou que ontem ela apareceu no Zorra Total. Perdeu um ponto.

Já o Sérgio deve preferir a Naiá posando pra Playboy.

david disse...

Até a hortência já fotografou na playboy. E a ana é bonita sim,o jeito dela que me brocha.

Arquivo do blog