sábado, 6 de junho de 2009

Um amigo...

João Bénard da Costa tinha uma nobreza humana e intelectual atemporal, porém e paradoxalmente, inexistente ou escassa na nova geração.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog