quinta-feira, 3 de setembro de 2009

http://www.cahiersducinema.com/site.php3

Nada para se estourar uma champanhe ou fogos de artifício, mas a escolha de Oliveira e Monte Hellman para a capa já demonstra alguma sensatez. Editorial moderado, apesar deles ainda insistirem com a farsa Honoré (por quanto tempo?). Simbólico o retorno de Tesson, impossível não perceber dessa forma. "Cautela" parece ser a palavra de ordem.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog