quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Guitry/Candeias

4 comentários:

Jesús Cortés disse...

Suena bien lo de Candeias. ¿conoces algo suyo Bruno?

bruno andrade disse...

A Margem, A Herança, Caçada Sangrenta, Aopção ou as Rosas da Estrada e O Vigilante (vi alguns pedaços de A Freira e a Tortura). A Margem, A Herança e Aopção ou as Rosas da Estrada são os melhores, principalmente os dois últimos. Há um contraste entre a beleza primitiva do estilo e a sofisticação com que Candeias narra que lembra alguns cineastas orientais, alguns filipinos e japoneses, mais até do que cineastas brasileiros.

Filipe disse...

A estes que o Bruno destacou eu acrescentaris Meu Nome Não é Tonho e o média Zezéro.

Sérgio Alpendre disse...

Meus preferidos são justamente esses, Zezero e Meu Nome Não É Tonho, além de A Herança. Curioso que, pensando agora, vejo muitas coisas em comum entre esses três e Imamura.

Arquivo do blog