domingo, 2 de outubro de 2011

Anos 2000, ou A MERDA.

6 comentários:

bruno andrade disse...

Quem me conhece sabe que reclamo disso desde pelo menos Fight Club (quem não me conhece acha que reclamo de tudo, e como você sabe quem você é: foda-se).

Até o Eastwood deixou o Tom Green cair nessa picaretagem do ciano e do laranja, principalmente no Letters from Iwo Jima e Changeling (começou no Mystic River).

Quem testemunhou um dos piores filmes de todos os tempos - sim, falo da refilmagem de Dawn of the Dead - já sabe a que limites de ultraje visual um publicitário encampado no cinema pode chegar com essas abominações digitais. Até um naufrágio completo como Blade Runner afundou um pouco mais com a correção de cor que o Scott fez nas novas versões.

KVN disse...

http://www.dvdbeaver.com/film3/blu-ray_reviews54/the_ward_blu-ray_/large/large_the_ward_blu-ray_4.jpg

saudade

KVN disse...

http://www.dvdbeaver.com/film2/DVDReviews48/public_enemies_blu-ray/large/large_public_enemies_blu-ray3.jpg

http://www.dvdbeaver.com/film2/DVDReviews48/public_enemies_blu-ray/large/large_public_enemies_blu-ray12.jpg

thumbsup

bruno andrade disse...

Saber enquadrar faz a diferença... O Mann é um dos poucos cineastas bem atentos à questão.

Mas há exemplos de filmes que recorrem a esses extremos cromáticos e são maravilhosos. Um amigo em comum me lembrou do Two Lovers, embora devo assumir que a cópia que assisti em película estava tão descalibrada que levou um tempo para que o filme me impactasse.

bruno andrade disse...

E os filhos da puta, brasileiros evidentemente, que falam que em tudo o Blu-Ray é uma experiência superior à película são os mesmos absolutamente incapazes de discernir um Leone com marcação de cor errada (mas ei, está em Blu-Ray, logo é necessariamente melhor) do de um com marcação de cor certa (i.e. a que respeita as decisões de balanço de cor tomadas pelo fotógrafo e pelo diretor à época do lançamento original).

Não machuca ninguém estudar um pouquinho.

Leandro disse...

enquanto isso... http://magazine.creativecow.net/article/film-fading-to-black

Arquivo do blog